quarta-feira, 29 de setembro de 2010 | By: Vivian Mont'Alverne

Constante amorosa

            Constante
Só pra constar:
Eu te amo, simples.
Hora  sem nexo, por que não?
                -paradoxo.
Destino? Sim.
Eu te amo por completo
Pôr-do-sol, estrela-guia,
Sempre te amarei no fim do dia.

Só pra constar:
Eu te amo, sempre
Por inteiro, nunca em vão.
                - paradigma
  - parasita
                       - paramédico
-paramim
Você é tudo – para mim!
Tudo de bom e de ruim.
Eu te amo por completo.




Poesia de Renato Gaspar 


                                                   ...Para mim.
                                                   Quer ler mais algumas? Clique aqui.

6 bilhetes:

aivilana disse...

Nunca tinha lido esse poema.
Legal que mostra que quando se ama, é preciso aceitar também os defeitos.

=*

Hermerson F. Moraes disse...

Maranhense... Olha que somos dois!
E quanto a poesia achei bem doce. É uma coisa que foge do que eu sou e deve ser esse o motivo de me agradar tanto.

Hermerson F. Moraes disse...

Agora que vi o selo!
Muito obrigado, Vivian!

gi ! disse...

amei o blog, parabéns! seguirei!

Angelo disse...

Oi Vivian!

Li o seu comentário no Asas, obrigado.

Adorei ler o seu poema, que bonito!
Parabéns, beijos.

pâற Gαяdєи disse...

Lindo poema
é simpático, expressivo e muito fofo =]
Parabéns!

Postar um comentário