quarta-feira, 3 de novembro de 2010 | By: Vivian Mont'Alverne

Ofício


Era só mais um dia de trabalho... Até então.

Scarlet recebera um telefonema:
- Pois não?
- Você é a Scarlet?
- Sim. Em que posso ajudar?
- Estava pensando... Poderíamos marcar um jantar... Hoje, às 20:00 horas?
- Claro. Qual restaurante?
- Jean Georges.
- Confirmado.
- Ei... Posso lhe pedir um coisa?
- Diga.
- Use um vestido colorido em violetas, e um perfume muito doce e forte.
- Ok. Até mais tarde.

Ela ficara imaginando o porquê das tais exigências... Mas as obedeceria, era o seu labor.

Chegando naquele requintadíssimo restaurante, logo se animara... Pensou: "A noite começou em alta!"
A melhor mesa do salão estava reservada. Scarlet fora se proximando, impressionada com a beleza daquele homem.
- Sente-se, querida. A propósito... Estás linda! Tudo como lhe pedi... O perfume, o vestido...
- Obrigada, querido. Você é muito gentil e belo também!
Ela ficara realmente encantada com a elegância que estava sendo tratada... Não era todo dia que isso acontecia.
O jantar seguiu maravilhosamente bem. Conversavam e se divertiam como amigos...
Owler pediu o prato mais caro do cardápio. Scarlet, claro, estava admirada. - Nossa! Não sei porque esse homem lindo, educado e fino precisa do meu trabalho... Tá, sou bonita e graciosa, apesar de tudo... Mas não entendo.

Comeram, tomaram um vinho caro, conversaram... Às 23:30, ele pagou a conta e estendeu-lhe a mão... - Vamos?
Seguiram até o seu carro... A partir dali, o rumo era o tal Flat... 
Flores, champagne, elogios e uma vista maravilhosa... - O que mais eu posso querer? 
De repente, o príncipe a agarrou... Ela até sorriu... Sendo amarrada na cama.
- O que é isso?
- Algum problema?
- Depende...
- Cale-se!
Owler começou a agredí-la... Tirou a sua roupa, xingou-a, estapeou o seu rosto e o seu corpo... Ela mal conseguia gritar... Depois, carregou-a até as escadas e deixou-a lá, jogada...
- Psicopata!
- Paguei para fazer uso do seu corpo! ...E que corpo! (Sorriu e trancou-a naquele cubículo cimentado)

7 bilhetes:

junipergoblindancer disse...

É realmente as aparências enganam.

spectromgm disse...

Que horror. O horrendo disso tudo é que isso realmente existe.

Ótimo texto, como sempre...

Vivian Mont'Alverne disse...

Realmente, é terrível! Até pensei se postava ou não...
Mas é a realidade, não é? Por isso, resolvi dividir com vocês...

Arthur D'mello disse...

Belo post gostei de como abordou o tema, e os diálogos deram uma ar romancista. :D

Mari Fagundes disse...

Eu só fiz duas vezes essa cara que estou agora, uma quando acabou o filme: O menino do pijama listrado e agora. Muito bom o texto, bem real tbm! parabens ;*

J Araújo disse...

Adorei o conto. parabéns menina!!

Volto outras vezes com certeza, como mais tempo.

Bj

MagdaCastro disse...

Gente do céu..ele é mal ein..
texto bacana, linguagem simples e fatall
ameiii o PSICOPATA!
;*
http://magdaescreve.blogspot.com/

Postar um comentário