domingo, 4 de dezembro de 2011 | By: Vivian Mont'Alverne

Inquieto

Está na alma da mente insã, está na mente sã da alma. É algo interno e externalizado. É comprimido mas espaçoso. Será carnal? Será real? Amar parece tolo, aos olhos de quem não sabe o que é sentir. 
Amar exige palavras poucas e significados múltiplos. Amar é, essencialmente, essência. Amar, para os amantes, é isso; para os retardatários, aquilo. Amar é o aqui e o agora presente, futuramente. O amor quer voar pela boca, quer sair por aí... Mas é paciente. O amor espera, mas não aquieta. 

5 bilhetes:

Fernanda Mendonça disse...

"Amar exige palavras poucas e significados múltiplos" Concordo.

http://caotizando.blogspot.com/

Newton Kage disse...

É, resumindo: tem gente que não ama porque é amargurado...
Gostei daqui! :)

O Cercadinho disse...

Oi, tudo bom?
Bem legal teu blog. Layout bem clean, textos/fotos bem objetivos. Gostei. E vou recomendar pras minhas amigas de Cercadinho, ok? Pra que elas venham aqui visitar teu blog.
Não sabe o que é O Cercadinho?
Nos visita lá então. Acho que pode rolar uma interação bem legal.
www.o-cercadinho.blogspot.com
Beijos,
Wanderlei

Fred Caju disse...

Nunca aquieta! Muito bom, moça.

Anônimo disse...

You have a wonderful talent. Use it wisely, girl.

Postar um comentário